Filial Três Corações
do Racionalismo Cristão






Síntese histórica da Filial Três Corações

Leandro Francisco Gomes liderava uma casa espírita em Três Corações em outro local. Um dia Luiz de Mattos viajando na lida do café aqui no Sul de Minas Gerais abordou-o convidando para que assistisse a uma palestra sobre a sua Doutrina que, naquela época, chamava-se Espiritismo Racional e Científico Cristão.

Tendo gostado dos princípios explanados por Luiz de Mattos, algum tempo depois Leandro passou a adotar as normas disciplinares dessa então nova Doutrina.

Em 22 de agosto de 1916 foi fundada em sede própria à Praça Coronel Valério de Rezende, 167 no centro de Três Corações.

Breve história da nossa cidade

A nossa sede está construída no sul de Minas Gerais, cidade fundada pelo Alferes Tomé Martins da Costa, português, proprietário de uma grande fazenda às margens do Rio Verde. Em 14 de julho de 1832 foi criado o Distrito de Três Corações do Rio Verde. Pela Lei Estadual nº 843, de 1923, Três Corações do Rio Verde passou a denominar-se somente Três Corações.

Existem três versões sobre a origem toponímica da cidade:

A primeira, segundo o historiador Alfred Valadão, o nome da localidade originou-se das voltas que o Rio Verde faz, ao se aproximar da cidade, nas quais se pretendiam ver desenhadas as figuras de três corações.

A segunda, de acordo com o Cônego Raimundo Trindade, que foi o bispo de Mariana primeiro a querer que, em terras mineiras, fossem tributadas honras especiais, segundo a religiosidade reinante, ao Sagrado Coração de Jesus, associando-se aos corações de Maria e José.

A terceira, mais para o lado da ficção, segundo a qual três boiadeiros a fim de rever suas amadas Jacira, Jussara e Moema, pernoitavam na localidade e a denominavam "Três Corações".

De "Síntese histórica" para a primeira página

Copyright©2005 racionalismo-cristao.org.br. All Rights Reserved